Home

Últimas Notícias

Para Bolsonaro, regime militar teve ‘probleminhas’

Nenhum comentário POLÍTICA

O aniversário de 55 anos do golpe militar de 1964 virou pano de fundo para mais uma forte polêmica da gestão Jair Bolsonaro após o presidente orientar os quartéis a comemorarem a “data histórica” de 31 de março. Com retóricas mais ou menos contundentes, Bolsonaro e outros representantes do governo defenderam ontem uma revisão histórica do regime. O Ministério da Defesa divulgou o texto que será lido nas unidades das Forças Armadas. O documento adota um tom de exaltação e diz “reconhecer” o papel da geração militar que deu início à ditadura.

Por outro lado, o Ministério Público Federal enviou, em pelo menos 18 Estados, recomendação a unidades que integram Comandos Militares para que não comemorem a data. Uma juíza federal de Brasília mandou intimar Bolsonaro para que ele se manifeste em uma ação popular que pede que sejam barrados eventuais festejos e um protesto em São Paulo obrigou o presidente a desistir de uma agenda na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

 

LEIA TAMBÉM

Total
0
Share