Home

Últimas Notícias

Atriz de “Mais que Vencedores” começa a evangelizar mulheres em Hollywood

Nenhum comentário MUNDO CRISTÃO

Atriz de "Mais que Vencedores" começa a evangelizar mulheres em Hollywood

Atriz cristã Shari Rigby está compartilhando ensinamentos bíblicos em seu novo livro “Consider the Lilies” (Considere os lírios), lançado durante a pandemia global do Covid-19 para ajudar as pessoas a descobrirem seu propósito em Deus.

Rigby compartilha sua própria jornada de mudança para Hollywood em busca de seus sonhos, até que Deus lhe mostrou que ele queria que ela adotasse o plano dele para sua vida.

Segundo a atriz, parte desse plano incluiu estrelar o filme de sucesso “Mais que Vencedores” e começar um ministério chamado “As Mulheres em Meu Mundo”, que leva orientações às mulheres envolvidas na indústria do entretenimento.

Em entrevista ao Christian Post, Rigby fala sobre as pressões de encontrar um objetivo no mundo e traz informações sobre como obter clareza a respeito disso ao alinhar-se ao plano de Deus.

Sobre encontrar o propósito em Deus, abordado em seu novo livro a atriz diz que esse objetivo é algo muito importante para todos, para os crentes e os não crentes. “[Isso acontece] quando você inicia em sua fé, e de repente você atingido por essas diferentes palavras: propósito, chamado, talentos, dons. Você começa a digeri-las como um bebê cristão, e mesmo cristãos muito maduros, ainda estão tentando entender essas palavras”, diz.

Rigby conta que a jornada em busca do seu propósito em Deus começou assim que dedicou sua vida a Cristo, aos 25 anos. A partir de então, a atriz diz que começou a buscar o sentido de uma vida cristã em todas as áreas da sua vida, sem se preocupar com aquilo que não dava certo, pois existem “mudanças sazonais” na vida de todos.

“Eu realmente comecei a encontrar clareza [sobre o propósito em Deus], quando cheguei a Hollywood, pois Ele me chamou para aquilo, para trabalhar com as mulheres daquele meu mundo”, explica.

Rigby conta que Deus deixou isso clara para ela, ao dizer: "Você precisa estudar isso, precisa entender quem você é e de quem você é, e seu propósito sou eu, como em seu Senhor e Salvador”.

O livro foi escrito para “homens e mulheres, mas as mulheres, nesse momento em particular, precisam saber que seu objetivo é antes de tudo Jesus Cristo”, diz.

“Fomos criados propositadamente para o rei dos reis. Então, tudo o mais deriva daí, para que [as pessoas] não percam seu objetivo. É Jesus”, afirma.

Na entrevista, a atriz também fala sobre a dificuldade de ser cristão em Hollywood. “Nós nos perdemos muito rapidamente. Especialmente na cultura de hoje, você pega o telefone e olha para as mídias sociais e, de repente, está fazendo essa comparação, um tipo de sentimento desesperador, porque há um reflexo constante de 'Tenho seguidores suficientes? Tenho aquela vida de aparência perfeita? Eu sou filtrada o suficiente?”, explica.

“Temos que lidar com isso 24 horas por dia, sete dias por semana. Uma coisa que eu realmente senti quando cheguei aqui em Hollywood foi que Deus estava realmente me colocando em uma posição de preparar meu coração e que realmente estava chegando a essa realidade”, conta.

Ela conta que chegou pensando: "Oh, meu Deus, eu serei uma grande estrela de cinema. É tudo sobre filmes, eu vou ser uma estrela de cinema, vou ter um enorme sucesso", pois essa era a sua visão sobre estar ali.

“De repente, Deus disse: ‘Não, você está aqui pelas minhas mulheres. Como entrar na sua cabeça, eu sou um Deus de relacionamento. Volte à sua Bíblia e comece a olhar quando eu dou instruções aos meus discípulos. Não disse a eles que saíssem e ficassem famosos, que ficassem ricos e sobre essas coisas. Disse a eles que saíssem e servissem ao meu povo e dissessem que o reino está próximo".

Ela conta que desejou que aquelas palavras não fossem destinadas apenas às mulheres que ela deveria encontrar para ministrar, mas a ela própria. “Comecei realmente a estudar a identidade daquele de quem somos e quem é Deus e quem Ele diz que é e promessas Dele e a identificar como somos construídos”, diz.

A atriz falou ainda sobre como esperar que Deus ajude nos empreendimentos pessoais.

“Nós somos seres humanos visuais. Fomos criados pelo Deus que criou o universo, o artista que criou as coisas mais bonitas que poderíamos imaginar. Então, acredito que também somos muito criativos, muito visuais”, analisa.

“Como o que disse antes, quando Deus me chamou para Hollywood, meu primeiro instinto achar que seria uma grande estrela de cinema. É claro, que ele me levou a fazer filmes e fazer o que eu era chamada para fazer aqui. Mas não se parecia nada com o que eu havia imaginado … estamos tentando sempre ficar no topo daquilo que o mundo quer que nos identifiquemos”, diz.

“[No livro] estou realmente tentando lembrar às mulheres que, sim, Deus é um Deus de visão. Ele é um Deus dos sonhos, Ele faz todas essas coisas, mas temos que nos apoiar na Sua palavra, precisamos voltar à Bíblia e precisamos encontrar a verdade”, declara.

A atriz diz que “temos que começar a olhar para o modo como Deus define nossas vidas. E o que diz em Sua palavra é sobre o que temos que estar alinhados, com Ele e Sua vontade, e obedientes ao que Ele nos chamou, não ao que simplesmente decolamos para tentar descobrir como incorporá-lo à nossa vida. Isso é algo que eu acho realmente desafiador para as mulheres”, diz.

Sobre o ministério “As Mulheres no Meu Mundo”, Rigby diz que tudo começou quando estava em um estúdio em Hollywood. “Deus falou ao meu coração e disse: ‘Você está aqui pelas minhas mulheres’. Ele disse: ‘Você virá e me louvará primeiro juntos e depois orará’. Foi aí que tudo começou, de maneira muito simples”.

Ela diz que o ministério nasceu com duas mulheres e hoje tem 25, que se reúnem frequentemente. “Todas nós estávamos crescendo no mundo do entretenimento ou em nossa família … Agora, o que Deus fez é que ele me mostrou que todo filme que eu participei, todo evento de palestras em que eu estou, eu não ligo para o que é, há uma conexão que Deus me conectou e eu tenho mulheres agora com quem converso e vivo a vida em todo o mundo”.

A atriz conta que o grupo acabou de realizar o evento NRB, onde homenageamos as mulheres de Nashville, tivemos uma reunião privada, eram cerca de 65 mulheres e todas elas eram chefes de poder que estavam apenas movendo montanhas no mundo do entretenimento e, acima de tudo, com o que fomos embora, mulheres estavam me mandando mensagens e disseram: "Nunca estivemos em uma situação antes em que cada mulher que se levantava para compartilhar primeiro dava honra a Deus".

Rigby diz que com a pandemia começou a realizar eventos online, como lives todas as sextas-feiras, onde as mulheres compartilham suas experiências com Deus no mundo do entretenimento. “Meu sonho há anos é colocar mulheres em uma sala e ter uma conferência para que o tempo de Deus seja perfeito”, diz sobre o futuro.

A atriz também falou sobre as mensagens que deseja que as pessoas extraiam de seu novo livro.

“É uma loucura quando você pensa em lançar um livro quando a Covid chega. Eu acho que o que eu adoraria que as pessoas tirassem deste livro é sobre o incentivo a você se voltar à sua Bíblia. Antes de mais nada, passar um tempo com o Senhor”, diz.

“Este é realmente um livro que traz ferramentas práticas. Você pode colocar este livro ao lado de sua Bíblia e seu diário e percorrer essas ferramentas e princípios práticos. Realmente encoraja você a escrever as coisas e criar seu plano de batalha. Deus tem um plano para nossas vidas se acreditarmos que recebemos vida após a morte, se fomos salvos, por que não podemos acreditar que Deus, o Pai, que realmente fala sobre um plano desde o início do tempo de Gênesis todo o caminho até o livro do Apocalipse, Ele tem um plano para nossas vidas. Devemos procurá-lo e devemos ser diligentes para andar em alinhamento com Deus. A única maneira de fazer isso é entrar na Palavra todos os dias, colocar as ferramentas práticas no lugar e anotá-las”, diz.

Do site GUIA-ME

LEIA TAMBÉM

Total
1
Share